segunda-feira, abril 20, 2009

Nota rápida

Bom, garanto que ler isto numa segunda-feira me assusta profundamente.
É um exemplo claro da ESTUPIDEZ estadunidense.
Um exemplo perfeito da cultura armamentista que eles cultivam e como um sujeito pode ser tão estúpido ao ponto de dizer isso:

"FOLHA - O massacre em Columbine completa 10 anos no próximo dia 20. O senhor não acha que a falta de controle sobre armas contribuiu para aquele crime?

PRATT - O massacre aconteceu porque nenhum professor, nenhum diretor e nenhum zelador pôde atirar naqueles dois meninos quando eles começaram a matar pessoas.
Em Colorado Springs, um tempo atrás, um cara entrou em uma igreja com uma estratégia parecida com a de Columbine, de matar muita gente, com milhares de projéteis. Mas ele foi morto logo que entrou na igreja porque, todo domingo, 25 voluntários armados participavam de um programa de segurança da igreja. Logo que o atirador entrou, ele foi morto."

Bom sem mais.
Leiam o texto e tirem suas conclusões.

2 comentários:

Marília. disse...

Semana passada falávamos sobre esse atentado de Columbine, após assistirmos o filme Elephant, na faculdade. Os meus colegas de classe, futuro educadores, dizendo que aquele menino do filme (não sei se viu) era um psicopata, tinha que levar tiro, que é porque lá é um país cheio de armas, que só acontece nos EUA. E eu tive que falar. E eu sou tímida, não falo nunca, nunca. Eu tive que explicar o que é bullying, como a pessoa sofre, como ela fica com sequelas, etc. Óbvio que não justificava matar, mas a pessoa que chega a esse extremo de violência não distingue mais a escola (alunos, professores), apenas a vê como culpada por tudo. (Perceba que eu tô fugindo do tema do seu post, hehe) Eles não precisam de armas pra se defender dessas pessoas que cometem atentados assim, elas precisam aprender a lidar com GENTE e saber que GENTE tem sentimentos, que isso deixa marcas. Quando essas pessoas entenderem isso, tratarem bem os outros, esse desequilíbrio e mortes cessaram. Em caso como esses, claro. Até teve o recente do rapaz que matou aquele professor de matemática daqui. Ele sofreu por não saber o inglês correto, vê?

Eu não sou a favor do porte de armas nem contra. Eu preferiria que elas não existissem, que nós não precisássemos de coisas assim.

Marília. disse...

Preciso controlar meus dedos nervosos. Meu comentário foi maior que o seu post. XD