terça-feira, março 31, 2009

Fazendo luz em passos simples

João tinha uma amiga, o nome dela era Sofia.
Sofia, como João um dia ficou sabendo, significava sabedoria, assim sendo, ele sempre que tinha alguma dúvida, a procurava, e ela como moça inteligente que era, sempre respondia as perguntas dele.

Um dia ele perguntou como se fazia a luz. Sofia então explicou-lhe como a junção de algumas coisas, pequenas doses de coisas mais, um pouco de vontade e logicamente dois corações faziam a luz aparecer. Coisa simples.

- Dois corações? - perguntava João - Mas porque dois? Não poderia ser só um?
E ela lhe respondeu:
- Não João, somente dois, nem um nem três, dois! E claro, se um deles for o seu, melhor ainda.
- E o outro, onde consigo?
- Bom, - respondeu ela - o outro você vai ter que procurar.
- Mas procurar onde?
- Em qualquer lugar - respondeu ela.
- Mas como saberei se serve?
- Pra começar, você vai ter que procurar alguém parecido com você, não necessariamente igual, mas parecido.
- Meio difícil isso, não? - questionou João
- Não! Quando você menos imaginar, ela lhe baterá a porta, ou você baterá na porta dela, sem saber. Quando isso acontecer, você saberá e então poderá criar sua própria luz, você e ela. A partir dai vai ser só juntar as algumas coisas com as pequenas doses de coisas mais, colocar um pouco da vontade e, com os corações livres, sua luz vai nascer que você nem vai notar!
- Incrível! - respondeu ele
- E tem mais uma coisa, se você borrifar um pouco de água, pode até fazer um arco-íris.
- Sério?
- Sério. Você sabe como se fazem os arco-íris?
- Não, como é?
- Ele acontece quando os raios de luz refletem na água, ela funciona com uma espécie de prisma, fazendo com que o raio de luz seja decomposto em todas as cores do espectro de luz visível.
- Huh!

Nesse dia ele foi pensativo, decidido a encontrar o que faltava, afinal, algumas coisas ele já tinha, as outras ele encontraria.
Apesar do sono e do cansaço, ele até que sentia alguma esperança.
Nada como uma terça-feira mal acordada para fazer com que se olhasse para dentro de si e notasse algumas coisas novas.
Coisa simples de se fazer.
Simples.

4 comentários:

Livia Queiroz disse...

AAAAAAAAAH "REVETON"(RSRSRS)

Que bonito isso cara!
Bonito pela simplicidade, e pelo tom "corriqueiro" que soa como plano de fundo...

adorei!

Tangerine disse...

Engraçado como certas palavras e combinações dela soam (des)conhecidas...rs

Ana Paula disse...

A luz luz luz...
Apenas acontece sem perceber.
Muito bom o texto !

Andressa Pacheco disse...

Acho que só saberei comentar este texto quando o arco-íris encontrar o pote de ouro. bjs