sexta-feira, maio 15, 2009

Pandora will be mine 2

Eu queria uma cerveja, mas não tenho.
Queria um oceano pra olhar e esquecer de mim.
Esquecer, esquecer...

Poderia eu de novo escutar aquilo?
Poderia entender a causalidade?
Ou escutar Mogwai no ônibus?

Haveria outro lugar pra ir?
Haveria amanhã de acordar de maneira diferente?
Ou acabar de pensar naquilo tudo?

Ser ainda mais subjetivo ajudaria?
Pensar menos eu sei, isso com certeza ajudaria!
Menos teorias da conspiração pra imaginar.

O jogo recomeça, como eu previra desde o início.
Queria uma cerveja, mas não tenho.
Queria um vinho, uma vodka, um wisky ou até um soco na cara.
Só algo forte pra que eu sempre me lembrasse:
No fim das contas, somos todos iguais!


"Parecia a vida me dizendo:
- caia em si, Tatuí!"

3 comentários:

Tangerine disse...

''Interoretation of early black and white haitian love songs
One.
Oceans wept
Moutains slept
Sidewalks crumbled to ash
Your name remains
In children's lullabies
And your eyes forever in the sky...''

Andressa Pacheco disse...

caramba, tanto tempo sem aparecer, e agora quando acesso o seu blog vejo tantos textos maravilhosos! Vou começar a ler agora mesmo. :)

beijosssss

Simone Schuck disse...

Me lembra muito Fernando Pessoa...