domingo, julho 19, 2009

Viajar é perigoso



Medo e frustração são coisas que sempre permeiam nossas vidas, estando ali muitas vezes presentes no nosso cotidiano, algumas vezes tirando o que de bom nos chega.

Mesmo assim, muitas vezes conseguimos nos superar e realmente fazer algo de bom. Isso é que dá o norte a quem está constatemente perdido como eu.

Sempre tive a idéia de que todos nós nascemos para alcançar um determinado propósito, não algo pré-determinado, mas alguma coisa que iremos descobrir no decorrer da vida. Isso é que faz a vida ter um sentido, ter um significado.

Pra alguns pode ser ganhar muito dinheiro, ter filhos, escrever um livro, construir uma casa com suas próprias mãos, ajudar as pessoas ou qualquer coisa que valha a pena, e, por mais que o objetivo nunca seja plenamente alcançado, o importante é ter corrido atrás, ter lutado pelo sonho.

Uma pena como muitos passam pela vida sem nunca descobrir qual a sua missão enquanto vivos, sem deixar nada para o futuro, passando em branco no rio da história...

Me deixa triste, sinceramente, ver quantos jovens perdem suas vidas em coisas fúteis, coisas que não serão deixadas para o futuro, simplesmente vivendo o dia de hoje, sendo somente algo passageiro.

Creio que nenhum de nós está aqui para isso, nós temos uma cabeça pensante e devemos usá-la para alguma coisa, para criar algo, realizar o que quer que seja e não ficar parado, vegetando, pois para mim uma árvore possui muito mais valor do que uma pessoa que não pensa.

10 comentários:

Mr. Guima disse...

por isso que faço rock man!
^^


tú tá melhor misera?
tú perdeu um show histórico ontem
o som tava muito bom

ms a certeza que outros melhores virão persite

abs e sucesso

jair-editando-cd

Isabela disse...

hahahahaha, nossa! que bom que eu melhorei o domingo de alguém ^-^ hahaha, me senti bem melhor... acredite!

Simone Schuck disse...

É, mas como tu disseste, viajar é perigoso. Muitas pessoas não VIVEM, realizam, pensam, porque têm medo.

Mal elas sabem que o que dá sabor à viagem é mesmo o perigo...

BEIJOS!

Marília. disse...

:\

Marília. disse...

Amigo que é amigo se chama de “misera”, já percebi isso. Hahaha. Eu chamo todo mundo assim, quando não é pior. Sim, eu tava lendo os comentários alheios. =x

Desconsidere o ":/", seu post me fez pensar na vida, pensar na vida não é muito legal… pra mim. :(

Traveler disse...

uhauahuahuaa, pois eh, mizera eh até "leve" se comparado a outros, kkkkk.
pensar na vida eh assim mesmo :(

Mr. Guima disse...

kkkkkkkkkkkkk
boa marilia

é por ai mesmo
kkkkk

miseria é bem leve
né everton?

hohohoohh

Lucena disse...

Isso me fez lembrar uma musica de Belle& Sebastian: " Tenho procurado pela cidade
Por alguém como eu
Mas os únicos que eu vejo
São os imbecis na janela
Eles gastam seu dinheiro em roupas
Me entristece pensar
Que os únicos que eu vejo são manequins
Parecendo estúpidos, sendo usados e tendo que ser magros..."

Deize Almeida disse...

vidas blindadas...nem é preciso existir um objetivo em sí, a questão é descobrir realmente a coisa em sí e não parte do todo..suas contemplações, alegrias...ações e reações próprias...ah nesta noite o cego sonhou que enxergava!

Devaneios baratos.. disse...

Tava pensando exatamente nisso ontem, assistindo um documentário sobre Newtom. Não acabava a lista de coisas que ele descobriu e deixou pra nós e fiquei me perguntando que contribuição eu daria pra o mundo (tudo bem, nem que seja pra Camaçari, hihi..). Mas é isso, não quero ter uma existência inútil!!