quarta-feira, julho 02, 2008

Assalto no feriado - Parte 2

E vem chegando mais um dia de estranha calmaria.
Mais um dia de ruas vazias, de trânsito vazio, de cabeças vazias.
Mais um dia de tranquilidade.
E tudo vai naturalmente se exemplificando em pequenas atitudes não pré-determinadas.
Fico aqui pensando, se o mais correto é tirar minhas próprias conclusões ou perguntar aos outros o que devo fazer.
Tomando um café e pensando mais um pouco eu continuo achando que talvez, eu digo, talvez, seja mais inteligente fazer um pouco das duas opções.
50/50.

Este texto já deveria ter saido antes, mais precisamente, no dia do feriado.
No dia da independência, independência baiana.
Independência.
Pelo menos é o que eu me lembro.
O que sei.

Este poste de hoje não vai iluminar tanto quanto antes, pelo menos eu acho.
Mas certamente ele tem seu grau de importância, como todos os outros que vieram antes.
Como todos os outros que surgirão após.

Bom, de brinde, deixo aqui uma das coisas mais bonitas que eu escutei ultimamente.
A música "Machine Gun", da banda inglesa Slowdive.
O álbum é o "Souvlaki"

boomp3.com

3 comentários:

Tangerine disse...

Talvez um pedaço do organismo um mesmo de antes, talvez segmentado por razões ainda etereas...
A vida as vezes nos segmeta para termos um campo maior de atuação... Talvez seja isso.
Injeção de criatividade =D

Daniela disse...

Legalzinha a música, mas quando você disse que era algo bonito, não sei pq, mais deduzi que fosse algo calmo, hehe.
Quando é o dia da indepêndencia Bahiana?!
E eu creio, que fazer um pouco das duas opções é o correto ;)
Se cuida!

Traveler disse...

hahahahahah
gosto bastante mesmo dessa música!
a independência baiana eh no dia 2 de julho
até +