domingo, setembro 04, 2011

Filmes e sua crítica a sociedade

Ontem revi Clube da Luta e, porra, tinha me esquecido o quanto é bom.
Além disso, ele traz uma questão que muito me interessa, que é a crítica explícita a nossa sociedade de consumo, sempre com umas citações e falas bem pertinentes em relação ao modelo ocidental de sociedade.
Tem quem ache isso meio bobo, clichê e etc, mas eu acho válido, afinal de contas as vezes não percebemos certas sutilezas presentes nas películas e certos "tapas na cara" nos ajudam a repensar alguns aspectos das nossas vidas.
A vida é subjetiva, mas as vezes é bom ser direto.
Na verdade, quase sempre é melhor ser direto do que ser subjetivo. Não é sempre, mas as vezes usamos a subjetividade para camuflar algo que temos medo de falar/fazer diretamente.
Mas enfim, divago.

Voltando ao assunto principal, trago aqui algumas dessas citações "tapa-na-cara":

Clube da Luta (Fight Club):

"Cara, eu vejo no clube da luta os homens mais fortes e inteligentes que já viveram. Vejo todo esse potencial, e vejo ele desperdiçado. Que droga, uma geração inteira enchendo tanques de gasolina, servindo mesas, ou escravos do colarinho branco. Os anuncios nos fazem comprar carros e roupas, trabalhar em empregos que odiamos para comprar as porcarias que nao precisamos. Somos uma geração sem peso na história, cara. Sem propósito ou lugar. Nós não temos uma Grande Guerra. Nem uma Grande Depressão. Nossa Grande Guerra é a guerra espiritual... nossa Grande Depressão é nossas vidas. Todos nós fomos criados vendo televisão para acreditar que um dia seríamos milionários, e deuses do cinema, e estrelas do rock. Mas nós não somos. Aos poucos vamos tomando consciência disso. E estamos muito, muito revoltados.".

Trainspotting - Sem Limites (Trainspotting):

"Escolha viver. Escolha um emprego. Escolha uma carreira. Escolha uma família. Escolha uma televisão enorme. Escolha lavadoras de roupa, carros, CD players e abridores de latas elétricos. Escolha boa saúde, colesterol baixo e plano dentário. Escolha uma hipoteca a juros fixos. Escolha sua primeira casa. Escolha seus amigos. Escolha roupas esporte e malas combinando. Escolha um terno numa variedade de tecidos. Escolha fazer consertos em casa e pensar na vida domingo de manhã. Escolha sentar-se no sofá e ficar vendo game shows chatos na TV enfiando porcaria na sua boca. Escolha apodrecer no final, beber num lar que envergonha os filhos egoístas que pôs no mundo para substituí-lo. Escolha o seu futuro. Escolha viver.".

Batman - O Cavaleiro das Trevas (The Dark Knight):

"As vezes a vida é dura! Você recebe choques e mais choques, e parece que querem derrubar o mundo sobre sua cabeça. Por isso, sempre sorria! Se tiver que morrer, morra sorrindo! Se tiver que matar, mate sorrindo! E sempre coloque um sorriso no rosto das outras pessoas! Nem que para isso, preciso rasgar-lhes a face de orelha a orelha..."

Se tiver algum mais pra adicionar a lista, só dizer!

3 comentários:

Blizzard disse...

Mas do que adiante ver o filme achar legal a sua essência e continuar vivendo do mesmo jeito? pense nisso!

Legal seu blog ;)

.bárbara disse...

Adoooooooooooooooroo!

Engraçado eu era muito nova quando assisti Clube da Luta. Muito mesmo, sei lá se tinha doze ou 15.

Só sei que minha percepção na época não foi boa. E eu sinto que preciso mesmo reasistí-lo. Porque eu tenho certeza que terei outra perspectiva hoje.

Acho que prefiro muito mais os filmes que nos fazem pensar, divagar...nos dão um "sacode" pra ver se acordamos dessa cortina de ilusão que insistimos nos cobrir.

Precisamos mesmo.

adorei o post.

:**

Everton disse...

Eh Binha, eu tb tinha um bom tempo que havia visto Clube da Luta e tinha esquecido um pouco desse sacode que ele nos dá. Assista de novo mesmo pq com certeza vc ira vê-lo de uma forma diferente. Qualquer coisa até te empresto ele :). Beijo!