terça-feira, agosto 02, 2011

Reflexões sobre o Apocalipse




Ontem assisti O Nevoeiro (clique aqui) com minha querida Deise Luz e além de ficar tenso com o ótimo suspense criado pelo filme, gostei muito da crítica político-social-religiosa embutida no filme.

Num dos melhores diálogos, quando começa a se instalar o caos no mercado ocorrem as seguintes falas:

"As pessoas são boas, decentes. Meu Deus, somos uma sociedade civilizada!", argumenta Amanda (Laurie Holden)

"Claro. Contanto que as máquinas funcionem e o 190 atenda. Tire isso, deixe todo mundo no escuro e assustado e as regras se vão. As pessoas vão recorrer a quem quer que ofereça uma solução. Somos fundalmentamente insanos como espécie. Coloque gente suficiente num quarto e é só uma questão de tempo até cada metade começar a imaginar maneiras de matar a outra", responde David (Thomas Jane).

Pessimismo ou realismo?

4 comentários:

Deise Luz disse...

O Nevoeiro <3 <3 <3

ai, fiquei tão tensa pensando se você ia gostar ou não, hihi

mas, olha, diferente de você, esse diálogo é justamente uma das partes que eu menos gosto. ficou didático demais. prefiro quando os filmes dão ênfase a determinado acontecimento (no caso, os conflitos gerados no mercado) sem ter que falar explicitamente sobre isso. ficou muito óbvio e meio fake. afinal, quem é que usa "somos fundalmentamente insanos como espécie" numa conversa? ninguém fala assim (ainda mais numa situação como a do filme).

Traveler disse...

Eh, realmente é um pouco didático demais, mas não acho que chega a ser fake. Talvez o diálogo tenha sido mal construído e pode soar meio estranho, meio "Amor e Revolução", mas o que gostei mesmo foi da idéia passada por ele!
Um grande filme mesmo! Qualquer dia eu assito de novo. :)

.bárbara disse...

Sou apaixonada por esse filme.. Por ser adaptação de uma obra do stephen e uma boa produção tb.

as regras sociais só existem na nossa cabeça, quando se instala o caos ou desespero, desaprendemos tudo. Ou melhor, as convenções sociais vão pelo ralo.

adoro o conteúdo e me desesperei mesmo no final surpreendente do filme..

eu ficaria louca se estivesse no lugar dele.

:**

Traveler disse...

é como disse no post, gostei muito dessa reflexão ue os caras fazem sobre regras e convenções sociais, achei bem pertinente.

pois eh Binha, aquele final é muito angustiante mesmo!
acho que eu enlouquecia tb!

beijo! :)